VIVENDO A VIDA EM DEUS Romanos 12:1-2

VIVENDO A VIDA EM DEUS

(Rm. 12:1 e 2)

 

INTRODUÇÃO: Creio que aquilo que mais pauta o imperativo bíblico, sem dúvida alguma são os chamados de Deus ao homem. A bíblia é um livro de chamados, sendo que o maior deles na minha ótica de ver é o que diz respeito a vivermos a vida em Deus. Há uma opção variada ai fora como as pessoas escolhem viver a vida, sendo que muitas delas sempre tem em vista o bem estar do homem, até mesmo dentro do contexto evangélico tem se dado um jeitinho para se programar tal linha de abordagem prática através da teologia da prosperidade. Infelizmente este pensamento triunfalista e individualista tem exercido uma influência negativa no meio evangélico, exercendo uma tendência de se comercializar a dádiva da graça de Deus. Somos chamados na verdade não para estar bem, mas para vivermos incondicionalmente a vida em Deus e nesta abordagem exaustiva Paulo faz um apelo incisivo aos cristãos e é por isso que aprendemos aqui que:

 

HÁ UM CLAMOR APOSTÓLICO PARA QUE VIVAMOS

INTENSAMENTE A VIDA EM DEUS

 

FORMAS DE COMO ESTA VIDA EM DEUS deve ser VIVIDA

 

I-                 EM FORMA DEENTREGATOTAL A DEUS (V 1a)

Ä  Esta entrega tem que ser viva (Ef. 2: 4 e 5)

Ä  Esta entrega tem que ser santa (Nm. 3:4)

Ä  Esta entrega tem como principal alvo agradar o coração de Deus (Sl 51:17)

 

II-              EM FORMA DEDEVOÇÃO RACIONAL (V 1b)

Ä  Nossa adoração deve ser exercitada na razão não somente na emoção (Jo 4:22- Mt 22:37)

Ä  Nossa adoração tem que ter um alvo, objetivo bem claro (Ap 14:7)

Ä  Nossa adoração precisa ser pautada como um estilo de vida constante (Lc 2: 36 e 37)

 

III-           EM FORMA DEABSTENÇÃODAS PRÁTICAS ERRADAS DO MUNDO (V 2a)

Ä  Práticas que envolvem a corrupção na qual se encontra o mundo (II Pe1:4)

Ä  Práticas em formas erradas de paixões em contraste com a santidade (I Pe 2:11)

Ä  Somos servos do único Senhor, nossa vida é dEle e para Ele (Mt 6:24; Tg 4:4)

Ä  Estou crucificado para o mundo,é Ele que vive em mim (morto)(Gl 2:20)

 

IV-            EM FORMA DE TRANSFORMAÇÃO CONSTANTE Da MENTE (V 2b)

Ä  Esta transformação pauta pelo crescimento na graça e conhecimento de Deus (II Pe 3:18)

Ä  Esta transformação objetiva o desenvolvimento constante da salvação (Fl 2:12)

Ä  Esta transformação é ativa e progressiva (Os. 6:3)

 

CONCLUSÃO:

  1. Eu tenho vivido uma vida em Deus ao ponto de entregar-me totalmente a Ele?
  2. Tenho tido uma opinião bem definida sobre quem é Deus e consequentemente minha adoração tem sido centrada nele?
  3. Tenho buscado me abster das práticas erradas do mundo?
  4. Tenho deixado o Espírito Santo promover uma transformação constante diariamente na minha mentalidade?

 

Pr. Carlos Norberto da Silva

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam