NASCER DE NOVO

(Jo. 3:1-12)
INTRODUÇÃO: Penso que na abordagem evangelística nos evangelhos existem algumas perguntas que são cruciais, incisivas e determinantes para expor a vontade de Deus e o seu plano redentor para a humanidade. Sendo assim gostaria de começar este momento hoje lançando uma pergunta determinante para compreendermos melhor a realidade do reino: Você já nasceu de Novo? (Não é aquele nascimento de se ver através de um ato de livramento da morte), ou seja, já teve uma experiência de fato com o Senhor Jesus por meio de uma obra redentora do Espírito Santo? Na experiência do velho Nicodemos com Jesus percebe-se claramente alguém que estava buscando sentido para a vida e precisava urgente de respostas que satisfizessem o drama de sua alma. Jesus é taxativo sobre quais caminhos Nicodemos deveria percorrer, porém nos ensina sobre a experiência do novo nascimento como realidade vital para se fazer parte do reino, enfocando-o como uma verdade absoluta e necessária para os cristãos observarem. Hoje gostaria de pensar neste texto partindo da premissa de que:

O NOVO NASCIMENTO É UMA VERDADE SUPREMA DO REINO

DIREÇÕES APRESENTADAS POR JESUS EM RELAÇÃO AO NOVO NASCIMENTO
(QUE É UMA VERDADE SUPREMA DO REINO)

I- VISUALIZARMOS O REINO (V 3)
O reino é uma realidade condicionada aqueles que deixam-se enxergar com os olhos espirituais (Ef. 1:18-19; Lc. 2:29-32)
O grande problema é que o diabo tem cegado muita gente ai fora para que não consigam enxergar a realidade do reino (II Co. 4:3-4)
Quando olhamos para aquilo que Jesus nos propõe como integrantes no reino devemos ter uma atitude emergente e positiva (Mc. 4:11-12)
Sem uma vislumbração clara do reino não pode haver novo nascimento (At. 26:17-18)

II- ENTRARMOS NO REINO (V 5)
O reino é um estado de coisas em movimento numa condição de comprometimento e evolução espiritual (a realidade do batismo e da vida com o Espírito) (Mt. 6:33)
Outro problema é que as pessoas buscam direcionar-se por caminhos alternativos (I Co. 6:9-10)
Quando estamos dentro do reino somos levados a consciência de que somos mordomos no mesmo (Lc. 9:62)
Sem uma dinâmica de penetração no reino não pode haver novo nascimento (II Pe. 1:10-11)

III- EXPERIMENTARMOS O REINO (V 7-8)
O reino é uma necessidade inerente àqueles que dispõe-se a trilhar pelos caminhos do Espírito (I Co. 15:50)
Outro sério problema e que muitas vezes nos mostramos muito céticos e incrédulos em relação a tais experiências (Lc. 18:17)
Ao experimentarmos a dinâmica de vida do reino é gerado em nós o desejo de estarmos sempre numa relação de afinidade com nosso Senhor (Lc. 17:20-21)
Sem a perfeita comunhão experimental com o reino não pode também haver novo nascimento (Hb. 12:28-29)

CONCLUSÃO: 1- Você na nasceu de novo?
2- Você tem tido uma visão muito clara do reino de Deus que comprova o novo
nascimento?
3- Você faz parte, está inserido dentro da realidade do reino ou está ainda vivendo com
indecisão sobre quais direções tomar?
4- Sua experiência dentro do reino tem sido algo que comprove claramente que você
nasceu de novo?

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam