Mães de Verdade

(Mt. 15: 21 a 28)

INTRODUÇÃO: Há um mês duas situações me deixaram perplexo, sendo que elas tinham tudo em comum. Uma delas me chamou mais a atenção, pois se tratava de uma mãe que tinha abandonado o seu filho recém-nascido dentro de uma caçamba em um bairro periférico na cidade de São Paulo. A criança fora achada com vida, mas correu um sério risco de morrer sufocada e abandonada. E o que dizer daquelas mulheres que abortam a vida de uma criança pronta para vir ao mundo sem nenhum tipo de constrangimento. Pois é, já não se fazem mães como antigamente! Porém quando se trata de uma mãe que teme ao Senhor, é claro que tal afirmação cai por terra, podendo assim afirmarmos que o amor de mãe é sincero, singelo, nobre e sacrificial. Esta mãe sem nome da região de Cana da Galiléia é o símbolo máximo de demonstração de alguém que possui todos os quesitos necessários no âmbito comportamental de uma mãe de verdade. Portanto quando olhamos para este texto podemos resumi-lo da seguinte maneira:

A REALIDADE DO AMOR É UMA QUALIDADE
PRESENTE EM UMA MÃE DE VERDADE

MANEIRAS COMO ESTA QUALIDADE PRESENTE É VISTA NESTA MÃE CANANÉIA QUE COMPROVAM SEU AMOR COMO MÃE DE VERDADE

I- SUA BUSCA PELA SOLUÇÃO DO PROBLEMA (V 22 a)

-  O primeiro passo nesta busca começa com a ação do ir até Jesus, o Messias (Jo. 6:37)

-  Esta busca é expressa em tom de clamor de um desesperado (Mc. 10:47)

-  Jesus é a solução para todo o problema que alguém possa ter (Jo. 10:10)

 

II- SUA ATITUDE DE TOMAR PARA SI O SOFRIMENTO DA FILHA (V 22 b)

-  Seu pedido ressalta seu reconhecimento do Senhorio de Jesus (Mt. 16;16)

-  Seu pedido tinha como alvo primário ela mesmo (Mt. 8: 5 e 6)

-  Seu pedido expõe toda uma dramaticidade por alguém que está sendo dominada por forças do mal

-  Só em Jesus é que podemos encontrar soluções para os grandes problemas do homem (Jo. 14:6)

III-SUA EXPRESSÃO MÁXIMA DE DEVOÇÃO (V 25)

-  Mesmo diante de situações contrárias ela não perde o foco (Hb. 12:2)

-  Sua adoração expressa prontidão e rendição ao Senhorio de Jesus (Mt. 9:18 e 19)

-  Jesus deve ser adorado nos momentos mais difíceis da vida

IV-SEU EXERCÍCIO DE FÉ E HUMILDAE DIANTE DA GRAÇA DE JESUS (V 27 E 28)

-  É nos poréns da vida que podemos expressar o que realmente somos (Rm. 8: 36 e 37)

-  Quando as migalhas representam muita coisa, o grande problema é que muitos não as querem (I Tm. 6:6; Fl. 4:11)

-  Jesus nos agracia quando nos dispomos a colocar-se em nosso verdadeiro lugar (Mt. 8:10)

CONCLUSÃO: Que possamos aprender com essa mãe, mesmo alguns aqui não sendo mães, a buscar soluções sempre em Jesus, sempre tomarmos para nós os problemas das pessoas que nos cercam bem como a desenvolvermos um coração de adorador diante das dificuldades da vida e exercitar a fé e humildade para que possamos deixar livremente o Senhor agir em nossas vidas.

Pr.Carlos

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam