MISSÃO POSSÍVEL (Mt. 28:16-20)

INTRODUÇÃO: Os filmes missão impossível e James Bond o 007 sempre foram os meus prediletos, porém missão impossível nos mostra um herói mais centrado, focado em uma missão que exigia a superação de adversidades. Os obstáculos que tinham que ser transpostos não era vistos por como um meio inibidor em direção ao alvo a ser alcançado. Embora possamos aprender o valor da resiliência e não desistência em um filme sabe-se que o retrato da tela nem sempre é o da vida real, a menos que estejamos seriamente comprometidos com o ideal de Cristo no ser, fazer e manter discípulos. A tarefa suprema do cristão não é a busca por uma qualidade de vida melhor por meio de se ter algumas coisas julgadas essenciais á vida (casa boa, carro bom, viagens, dinheiro… etc) muito menos ser conhecido por todos no ambiente social (fama, poder) e nem ter uma formação acadêmica considerável. A tarefa suprema do cristão é ganhar e consolidar convertidos em discípulos em sua caminhada, mesmo que tenha que encarar resistências e dificuldades em sua trajetória como os herói dos filmes citados. O discípulo de Cristo precisa compreender que os dias são difíceis e requer poder de decisão e comprometimento, por isto a nossa missão é possível e sendo assim não podemos deixar que o adverso tire o nosso alvo de buscar conquistar aquilo pelo qual fomos conquistados.

A MISSÃO CRISTÃ É UMA REALIDADE POSSÍVEL

ELEMENTOS DO CONTEÚDO DA MISSÃO CRISTÃ QUE É UMA REALIDADE POSSÍVEL

I- ELEMENTO DA OBEDIÊNCIA – (V16)
  • Sem a prerrogativa da obediência não entenderemos os passos da missão recebida de Jesus – (Jn 1:1-3)
  • Obediência é o segredo para cumprirmos à risca a realidade possível que é a missão dada por Jesus – (I Jo 5:3, Jo 14:15)
  • Por isto ser cristão é se sujeitar totalmente a missão possível designada pelo mestre para cada um de nós
II- ELEMENTO DA DEVOÇÃO – (V17)
  • O foco com o objeto de nossa adoração é imprescindível para o cumprimento da missão. (Rm 12:1)
  • A visão da pessoa de Jesus nos impulsiona a adoração na busca do viver esta missão possível. (Hb 12:2)
  • Um cristão genuíno produzirá no âmbito da sua caminhada uma devoção sincera como expressão real de sua missão.
III- ELEMENTO DA INCLUSÃO – (V19a)
  • A fé cristã é uma caminhada relacional que não excluem ninguém dos caminhos desta missão. (At 2:44)
  • Vivemos em um mundo de exclusão e por isto muitos enxergam a jornada com Cristo como algo excludente. (Jo 5:5-7)
  • A fé genuína é sempre pautada em trazermos para dentro aqueles que estão fora como realidade possível.
IV-ELEMENTO DA PROCLAMAÇÃO – (V19)
  • Não existe fé cristã sem proclamação, a comunicação é a principal atividade da missão. (At 20:24)
  • A conversão e o batismo são os alvos primários nesta jornada de missão dada ao Cristão. (Mc1:5)
  • Uma fé puramente cristã só pode ser compreendida a partir do batismo no nome da Trindade Santa como uma realidade possível.
V- ELEMENTO DO DISCIPULADO – (V20)
  • O principal elemento de sustentabilidade da fé cristã sem dúvida alguma é o ensino por meio do discipulado. (II Tm 2:2, Gl 6:6)
  • O discipulado tem como meta o foco na missão cristã e o ensinar a obediência total ao mestre. (Lc 9:23)
  • A fé cristã real só pode ser evidenciada com ações responsáveis de discipulado sério no âmbito da missão.

CONCLUSÃO:

  1. Você está de fato comprometido com a missão possível do reino?
  2. A obediência é uma marca que comprova sua relação com a missão?
  3. Adoração tem sido a sua resposta para com os desafios da missão?
  4. Inclusão no corpo de Cristo tem sido uma experiência real na vida de pessoas ao seu redor?
  5. A proclamação da verdade é prioridade como elemento parte da missão para você?
  6. Que prioridade você tem dado ao discipulado no contexto do envolvimento da missão?

Pr. Carlos Norberto da Silva

 

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam