CELEBRANDO O AVIVAMENTO (Ne 8: 1 a 12)

INTRODUÇÃO: No processo de busca de um avivamento espiritual existe um lado trabalhoso, exaustivo, árduo e trabalhoso, mas também tem aquele lado onde podemos observar os resultados, as coisas boas, o agir do mover de Deus. Embora o preço a ser pago seja um fator imprescindível e indispensável, os resultados trazem direção, paz e tranqüilidade para aqueles que estão neste processo. Vemos neste episódio da narrativa de Neemias tais realidades expressas, sendo que o elemento mais marcante dentro deste contexto de realidade é a mobilização feita para que o agir de Deus se manifeste. Portanto grande um avivamento espiritual depende do movimento do povo de Deus o qual é acompanhado por uma dose extra de quebrantamento, por isso aprendo que no processo de busca por um avivamento o ponto de partida é sempre a disponibilidade e a entrega dos homens para que tal realidade se instale por isso nossa lição de hoje nesta exposição é que:

 O AVIVAMENTO PASSA POR UMA GRANDE MOBILIZAÇÃO

 ÁREAS NA VIDA DO POVO DE DEUS QUE FORAM AVIVADAS COMO FRUTO DESTA GRANDE MOBILIZAÇÃO

 I- O AVIVAMENTO NO TEMOR (V 3 A 5)
  • O temor é a base para se relacionar com Deus. (Sl 111:10)
  • O temor é o elemento principal para a ação do Pai. (At 2:43)
  • O temor é a expressão de quem somos diante da grandeza do Pai. (Hb 12: 28 e 29)
  • O Caminho para um grande avivamento espiritual passa pelo exercício do temor. (Fl 2:12)
 II- O AVIVAMENTO NA ADORAÇÃO (V 6)
  • A adoração é a realidade máxima da expressividade do cristão. (Rm 12:1, Jo 4:22)
  • A adoração é fruto evidente da minha relação com o Pai. (Lc 2:37)
  • A adoração é a busca do Pai em relação ao adorador. (Jo 4:24, Lc 4:38)
  • Um avivamento espiritual passa diretamente por expressões máximas de adoração.
 III- O AVIVAMENTO NA DEVOÇÃO (V 7 – 8)
  • Devoção esta que nos faz crescer em Cristo. (Ef 4:15)
  • Devoção que nos conduz a partilharmos Cristo com os outros. (I Pe 3:15)
  • Devoção que também nos faz fugir mais do pecado. ( Rm 6:13 – 14)
  • Devoção expressa com piedade, jejuns, orações, meditações, leitura das escrituras, ida ao local de culto e etc.
  • Todo avivamento espiritual passa diretamente por manifestações de devoção intensa.
 IV- O AVIVAMENTO DA ALEGRIA (V 9 – 11)
  • Alegria em todos os momentos da vida. ( I Ts 1:6, Pv 15:13)
  • Alegria que contagia toda a esfera relacional humana. (Fp 2:12, II Co 2:1 – 3)
  • Alegria como marca definitiva que nos faz ser diferentes dos outros. (Sl 64:10, Sl 97:11 – 12)
  • A alegria é uma marca consequente e real em todo avivamento espiritual.
 V- O AVIVAMENTO NA UNIDADE (V 12)
  • Unidade existente na trindade. (Gn 1:26, Jo 14: 16 – 23)
  • Unidade como referência explicita relacional na vida do corpo. (At 2: 44 – 45, I Co 1:10, Ef 4: 2 – 4)
  • Unidade como elemento comum da ação evangelística da igreja. (Jo 17:21)
  • Só através da unidade da igreja é que podemos experimentar um verdadeiro avivamento espiritual.

CONCLUSÃO:

Na busca pelo avivamento espiritual você tem se mobilizado na busca de viver temor no seu coração diante da pessoa de Deus, também adoração exalada na sua relação com o Pai, bem como devoção investida na sua caminhada cristã, além de alegria expressada em sua vida como discípulo e desejo de preservar sempre a unidade do corpo de Cristo?

Pr. Carlos Norberto

 

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam