DEFININDO AVIVAMENTO (Gl 2:20)

INTRODUÇÃO: O que é avivamento espiritual? Muito se fala em nossos dias sobre avivamento, mas a grande verdade o que estamos vivendo mais hoje é um “animamento” do que avivamento. Avivamento espiritual é uma obra extraordinária de Deus, uma intervenção no meio da sociedade que provoca um movimento dinâmico de volta á comunhão com Ele. É caracterizado por um retorno ao temor, seguido de confissão de pecados, consertos nos relacionamentos e restituições no âmbito geral, resumindo avivamento é uma volta para Deus. As marcas de um avivamento segundo o Pr Roy Hession em seu livro “A Senda do Calvário” apresenta as seguintes marcas de um avivamento espiritual:

  • Uma nova convicção de pecado entre os salvos.
  • Uma nova visão da Cruz e de Jesus.
  • Uma nova disposição para o quebrantamento, arrependimento, confissão e restituição.
  • Uma experiência viva com o sangue de Cristo na limpeza, restauração e cura de tudo o que o pecado arruinou.
  • Uma nova compressão da plenitude e poder do Espírito Santo na realização de sua obra através de seu povo.
  • Uma nova volta dos perdidos para Jesus.

A afirmação bíblica de Gálatas 2:20 mostra a essência de um avivamento espiritual. O Senhor Jesus é a vida (Jo 14:6), portanto somente nele teremos a verdadeira vida espiritual. Os detalhes do texto apresentam as definições e o caminho para um verdadeiro avivamento e é sobre isto que conversaremos neste início de jornada.

 UM VERDADEIRO AVIVAMENTO TEM UM CAMINHO BEM DEFINIDO

 CAMINHOS QUE DEFINEM UM VERDADEIRO AVIVAMENTO SEGUNDO O TEXTO

 I- SER CRUCIFICADO COM CRISTO
  • A crucificação aqui não é do corpo, mas do velho homem, que são as tendências de maldade e pecado da pessoa sem Cristo. Paulo afirma que o velho homem foi crucificado com Ele para que… (Rm 6:6)
  • Devemos então nos considerar mortos para o pecado, para o mundo, para o Diabo e para os costumes do velho homem (Cl 3:3).
  • Portanto estar crucificado com Cristo é o principal desafio para se caminhar rumo a um avivamento genuinamente cristão (Mc 8:34).
 II- DEIXAR CRISTO VIVER EM MIM
  • Viver a fé cristã por esforços próprios é impossível, só podemos fazê-lo de forma eficaz pela própria vida de Cristo em nós.
  • As escrituras mostram que o propósito de Deus é que sejamos semelhantes à imagem espiritual de Jesus… Pois aqueles que de antemão conheceu também os predestinou para ser conforme a imagem do seu filho (Rm 8:29).
  • Paulo reforça este conceito nos chamando para ser seu imitador assim como ele o era de Cristo (I Co 11:1), portanto há uma realidade espiritual onde o velho homem fora crucificado, Cristo vive em mim e assim a minha participação é imitá-lo em todo o meu viver.
  • Será uma grande revolução na sociedade quando todos os que se dizem cristãos, começarem a considerar-se mortos para o pecado permitindo que Cristo viva em suas vidas.
 III- VIVER A VIDA PELA FÉ EM CRISTO
  • A única forma de termos esta vida crucificada com Cristo e vivermos como Ele viveu é pela fé (Rm 1:17).
  • A fé agrada a Deus e evidência sempre a nossa dependência dele. A fé elimina o impossível, elimina nossas desculpas de não conseguir ter esta qualidade de vida (Hb 11:6).
  • Somente pela fé é que podemos ter uma vida santa, ter as atitudes e o caráter de Cristo, e isto é o que Deus espera de todo aquele que se diz Cristão.

 CONCLUSÃO: A verdadeira vida cristã é o nosso EU crucificado, e Cristo vivendo em nós pela fé.

(SERMÃO ADAPTADO)

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam