CONFIANÇA NO LUGAR CERTO (Jr. 17:5-11)

INTRODUÇÃO: Queria hoje meditar sobre aquilo que julgo ser um das questões mais visíveis e complicadas na ordem relacional de muitas pessoas aí fora e também em nosso contexto comunitário. O tema de hoje tem a ver com fé, referência, influência, por isto gostaria de começar a meditação de hoje com a sugestiva pergunta que o texto em pauta nos impulsiona a fazer: Onde temos colocado a nossa confiança? É evidente que quando Jeremias profetiza exista um contexto de desvios e declínios da atividade espiritual relacional do povo em relação a Deus muito bem apresentada nos capítulos anteriores, bem como a troca da adoração ao Senhor por ídolos pagãos dos povos gentios da época, gerando assim da parte de Deus um tempo de juízo e cativeiro para a nação rebelde. Jeremias paga um alto preço por denunciar os desvios da atividade religiosa do povo e acaba exposto a situações bastante constrangedoras, porém ele não deixa de confrontar os desvios da nação num tempo em que podemos concluir pelo texto que está diante de nós que a confiança do povo estava em cheque!

Nos dias de hoje temos visto uma gana de pessoas que também não aprenderam este princípio aqui exposto e que sofrem certos cativeiros consequentes em suas vidas também por não colocarem a sua confiança na coisa certa, e sendo assim gostaria de pensar com os amados hoje sobre este tema partindo da premissa central que:

 EXISTE UM LUGAR CERTO ONDE O HOMEM DEVA COLOCAR A SUA CONFIANÇA

 LUGARES ONDE OS HOMENS GERALMENTE COLOCAM A SUA CONFIANÇA E OS RESULTADOS DESTE ATO

 I- A CONFIANÇA NO HOMEM QUE PRODUZ MALDIÇÃO (V5-6)

  • A confiança aqui é definida em relação a troca da fé e esperança ao invés de Deus no homem. (Sl. 118:8)
  • Confiança esta conforme declaração do Senhor pode isolar o nosso coração do de Deus. V5 (Is. 31:1)
  • Que se evidencia também pelo engano da bela aparência (arbusto), porém sem vida ao seu redor. V6
  • Que tem sua residência fixa em lugares impróprios, inadequados e inconvenientes. V6b.
  • Quem coloca a confiança no homem sempre sairá perdendo e acabará cedo ou tarde caindo em desgraça.

 II- A CONFIANÇA NO SENHOR QUE PRODUZ BENÇÃO (V 7-8)

  • A esperança é uma das qualidades permanentes que prevalecerá na relação com o Senhor .V7a (I Co 13:13)
  • Quem confia no Senhor tem sua morada fixa em lugares seguros, firme e saudável. V8a (Sl 125:1-2).
  • Quem confia no Senhor não teme os desafios constantes da vida, mas terá estrutura sólida. V8b (Sl 137:3-6)
  • Quem confia no Senhor não vive ansioso, mas produzirá fruto a tempo e fora de tempo. V 8c
  • Por isto nossa confiança deve estar sempre sendo colocada no Senhor e não na força do braço humano. (Js 1:9)
 III- A CONFIANÇA NO CORAÇÃO QUE PRODUZ CONFUSÃO (V 9-11)
  • O coração é definido aqui como alguém que erradamente coloca a confiança em si mesmo. V9a (Lc 18:9-14)
  • A confiança no coração é desprovida de segurança, por ser impenetrável na sua definição. V9b (Pv 16:9)
  • Só o Senhor pode prova-lo e penetra-lo, mostrando assim os graves prejuízos causados por ele V10a (Pv 4:23)
  • É impossível conhecer os desígnios do coração, jamais podemos confiar em nós mesmos em muitas situações.
  • Sendo assim jamais podemos colocar a nossa confiança em nós mesmos (coração), pois acabaremos sucumbindo e trazendo confusão para a nossa vida.

CONCLUSÃO: Onde você tem colocado a sua confiança?

Na instituição, nas lideranças, nos pastores, nos modelos estratégicos, no homem, em você mesmo, ou no Senhor?

É preciso sossegar o nosso coração e colocar a nossa confiança somente naquele que pode nos abençoar e não naquilo que nos levará para a ruína ou para um buraco na existência

Pr. Carlos Norberto

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam