TESOURO EM VASOS DE BARRO (II CO 4:7-18)

INTRODUÇÃO: Uma das prerrogativas principais da fé cristã não é fazer com que o ser humano se sinta bem, mas mostrar-lhe que o estar bem como seguidor de Jesus é dispor-se a ter que lidar e conviver com o adverso como algo natural já previsto pelo próprio Jesus (Jo 16:33). É como se a fé cristã fosse algo paradoxal do ser religioso, pois as demais culturas religiosas ensinam que a crença é uma forma de aliviar tensões e se sentir melhor com os seus deuses, porém no cristianismo bíblico isto é diferente, sendo que o estar bem exige a convivência com experiências na maioria das vezes nada agradáveis, porém meios que objetivam lapidar-nos para depender e parecer mais com o nosso mestre nos seus sofrimentos (I Pe 4:12-13). Todo mundo quer o poder de Deus, porém o que não entendem é que o meio para alcança-lo passa pelo conviver com situações desconfortáveis na caminhada, e isto é claramente enxergado em todo o contexto dos escritos Paulino e mais especificamente aqui na sua relação com a igreja de Corinto. A sugestão que nos é claramente apresentada aqui por Paulo é que se você quer o poder excelente de Deus poderá encontrá-lo na sua própria vida, porém para que isto aconteça você terá que deixar o oleiro que é Jesus trabalhar apuradamente em sua vida para torná-lo em um vaso de honra, porque:

 A EXCELÊNCIA DO PODER DE DEUS É UM TESOURO GUARDADO EM VASOS DE BARRO

 LISTA DE JÓIAS DESTE TESOURO GUARDADO NESTE VASO DE BARRO QUE PRODUZEM A MANIFESTAÇÃO DO PODER DE DEUS

 

I- JÓIA DO SOFRIMENTO – (V 7-9)
  • O sofrimento é um caminho para a manifestação do poder de Deus em nossas vidas.
  • Que se apresenta primeiramente por pressões adversas que não são suficientes para angustiar-nos – (V 8a)
  • Que gera também certa perplexidade e espanto que não consegue levar-nos a desanimar – (V 8b)
  • Produz também perseguição que nos faz lembrar que somos protegidos de Deus – (V 9a)
  • Que pode até nos abater mas nunca poderá nos destruir – (V 9b)
  • O sofrimento é uma destas joias preciosas guardadas neste vaso de barro que produzem o poder de Deus – (Rm 8:18; I Pe 4:13-16)
 II- JÓIA DO SACRIFÍCIO – (V 10-12)
  • O sacrifício é outro meio para que venhamos a desfrutar da realidade do poder de Deus em nós.
  • Evidenciada por uma demonstração piedosa no corpo identificada com o sacrifício de Cristo para que possamos viver sua vida – (V 10a)
  • Conscientes que se quisermos viver em Cristo teremos que estar sempre disposto a morrer – (V 11)
  • Que tem como objetivo mesmo que precisasse morrer alcançar pessoas que usufruísse da vida de Cristo – (V 12)
  • O sacrifício é também umas destas joias preciosas guardadas neste vaso de barro que produzem o poder de Deus – (Cl 3:3-4; Rm 12:1)
 III- JÓIA DA FÉ –(V 13)
  • A fé claramente nos conduzirá a experiência com o poder de Deus atuando em nós.
  • Que é uma particularidade daqueles que verdadeiramente tem um compromisso com o Senhor – v13a
  • Que está embasada em convicções naquilo que estava escrito como meio norteador da vida – v13b
  • Que produz consequentemente ações de proclamação decorrentes do ato de crer – v13c
  • A fé é mais uma destas joia preciosas guardadas neste vaso de barro que produzem o poder de Deus – (Hb 11:6; Gl 2:20)
IV- JÓIA DA GRATIDÃO – (V 14-15)
  • O exercício constante da gratidão nos levará a experimentarmos a presença do poder de Deus.
  • Que objetiva olharmos para aquilo que fora feito por Deus a nós através do ato ressuscitador de Cristo – (V 14)
  • Que nos beneficia por meio do seu amor com tudo que precisamos segundo a vontade de Deus – (V 15a)
  • Que é resultado desta amplitude de graça que alcança e que deva produzir está gratidão para a glória de Deus – (V 15b)
  • A gratidão é reconhecida aqui também como joia preciosa guardada neste vaso de barro que produz o poder de Deus – (Ef 5:20; Cl 1:10-12)

 

CONCLUSÃO: O poder excelente de Deus pode ser encontrado em sua vida?
Qual sua relação com a possibilidade de sofrimento para vivenciar este poder e ser assim um vaso de honra?
Você como discípulo de Jesus está disposto a ter que lidar com sacrifícios para que possa usufruir deste poder e ser um vaso de benção?
O exercício da fé tem sido uma realidade prática em sua vida, fazendo-o conviver com o poder excelente de Deus e sendo assim seu vaso precioso?
A gratidão é uma condição que permeia sua vida como consequência do poder de Deus que habita em você?

 

Pr. Carlos Norberto

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam