BENDITO DEUS (Ef. 1:3-14)

INTRODUÇÃO: Talvez uma das expressões de mais profundidade que aparece varias vezes na bíblia para exprimir adoração por aquilo que Deus é pelo que faz, seja esta que o apóstolo Paulo nos apresenta aqui ao mostrar por meio de argumentações sólidas e consistentes os motivos pelos quais Deus é bendito. Existe uma beleza profunda nesta verdade que precisa ser ressaltada, lembrada e ponderada em todos os momentos de nossa vida como uma declaração de expressão de cunho adorador a pessoa daquele que é o único digno de nosso culto. O texto que está diante de nós apresenta uma série de razões pelas quais Deus deve ser sempre bendito, razões estas que são os privilégios que herdamos por sermos sua propriedade e daí o motivo de nunca podermos agir com indiferença a tamanha bondade que em nós é manifestada pelo fato de Deus ser bom. Sendo assim fica claro no texto que está diante de nós que:

DEUS DEVE SER SEMPRE BENDITO

RAZÕES PELAS QUAIS DEUS DEVE SER SEMPRE BENDITO

I – PELO FATO DE SUA BÊNÇÃO  (V3)
  • Benção está que tem sua origem numa fonte de onde provém tudo que é bom (Jo 3:27)
  • Benção está cuja dimensão é puramente espiritual conforme nossa necessidade (Pv 10:6)
  • Benção está que envolve uma atmosfera divina essencialmente celestial
II – PELO FATO DE SUA ESCOLHA (V4-6)
  • Escolha está feita por Ele anteriormente para o seu determinado propósito (I Pe. 2:9)
  • Escolha feita por Ele para sermos diferentes e firmes com amor no seu ideal (Jo 15:16)
  • Escolha feita por Ele para fazermos também parte de sua família (Ef 2:19)
  • Escolha também realizada com o objetivo de sermos para o louvor de sua glória (Is 43:7)
III – PELO FATO DE SUA REDENÇÃO (V7-9)
  • Redenção está cuja base está firmada no seu precioso sangue (I Co 6:20)
  • Redenção está que produz diretamente o perdão dos nossos pecados (Hb 9:22)
  • Redenção que nos proporciona também uma graça rica e abundante (Rm 3:23-25)
  • Redenção sábia está que nos proporciona descobrir o mistério de sua vontade revelada (Cl 1:26-27)
IV – PELO FATO DE SUA HERANÇA (V11-12)
  • Herança está que é resultado direto do seu propósito criador (II Tm 1:9)
  • Herança que tem como base concreta o fazer segundo o conselho da vontade divina (At 20:32)
  • Herança que nos conduz a sermos por meio da esperança o motivo de sua glória (Rm 8:16-17)
V – PELO FATO DO SEU ESPÍRITO (V13-14)
  • O Espírito que se revela em produzir fé em nós por meio da palavra da verdade (Jo 14:25-26)
  • O Espírito que nos é garantido como uma herança bem segura (II Co 1:21-22)
  • O Espírito que nos faz sua propriedade a qual irá ser resgatada em louvor e glória (Rm 8:9b,15-17)

CONCLUSÃO: DEUS DEVE SER SEMPRE BENDITO!…Este precisa ser o grande imperativo do testemunho cristão em nossos dias, pois além daqueles que enumeramos hoje existem muitos outros motivos que esta verdade central das escrituras nos apresentam como caminho do reconhecimento da grandeza do Eterno como Pai gracioso e bondoso. Que o Senhor Deus nos conduza a este caminho de reconhecimento e de gratidão por Ele ser sempre bendito!

Pr. Carlos Norberto

 

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam