PERDIDO NA CASA DO PAI (Lc 15:11-32)

INTRODUÇÃO: Talvez este seja um dos textos mais fascinantes das narrativas bíblicas, pois nele encontramos uma gama enorme de expressividade do comportamento humano nas suas mais variantes manifestações de cunho deliberativo em atitudes.

A riqueza de conteúdo deste episódio bíblico nos leva a ponderarmos sobre um ponto dentre os muitos, que julgo ser o mais determinante para avaliarmos a nossa leitura de cristianismo no seu aspecto de conduta comportamental, ou seja, a postura da religiosidade encontrada no filho mais velho que expressa uma das máximas da atitude farisaica que é o senso de autojustiça e comiseração por não aceitar o perdão como regra básica de conduta relacional familiar conforme estabelecida por Deus. É importante ressaltar que muitas vezes temos a tendência de agir igualzinho aos fariseus dos tempos de Jesus, nossas atitudes denunciam tal comportamento o qual é reprovado austeramente pelo Senhor e consequentemente nos impede de usufruir o melhor de Deus, bem como de uma comunhão verdadeira e genuína com Ele, nos deixando assim perdidos na casa do Pai.

 ATITUDES ERRADAS E LEGALISTAS NOS DEIXAM PERDIDOS NA CASA DO PAI

 ATITUDES ERRADAS E LEGALISTAS VISTAS NO IRMĀO MAIS VELHO QUE O DEIXARA PERDIDO NA CASA DO PAI

 I- LEGALISTAS AGE COM DESAMOR (V 28)
  • Desamor este manifestado com indignação e indiferença – (Tg 1:19-20)
  • Desamor também exercitado diante da ausência do outro – (I Pe. 1:22)
  • Desamor exercitado mesmo diante de um alerta alentador – (Rm 2:5; Pv 19:20)
  • A ausência de amor nos coloca definitivamente fora da casa do Pai
 II- LEGALISTAS PROCEDEM COM TEIMOSIA (29)
  • Teimosia Como procedimento apresentado impulsivamente no texto – (I Pe. 3:10)
  • Teimosia Evidenciada de maneira justificativa e comiserativa – (Lc 16:15, I Pe. 2:1-2)
  • Teimosia mostrada com expressões irreais e exagerada na conduta do Pai – (Fp 2:14)
  • As atitudes de teimosia faz com que vivamos longe da casa do Pai
 III- LEGALISTAS EXERCITAM ESPÍRITO CRÍTICO (V 30)
  • Espirito crítico manifestado com expressões claras de ressentimento e inveja – (Ef 4:31, Gl 5:26)
  • Espirito crítico comprovado com comportamento de desprezo e autossuficiência – (Rm 13:13, 12:3)
  • Espirito crítico comprovado por atos contrários à dignidade do outro – (Fp 2:3-4)
  • O espírito crítico é um padrão comportamental que nos deixam longe da casa do Pai

 

CONCLUSÃO: A virtude central do cristianismo é o poder do perdão, sendo que existem três níveis na vida. O nível mais baixo é o nível demoníaco, onde devolvemos o bem com o mal e o amor com o ódio. Acima deste temos o nível legal; nele devolvemos o bem com o bem, o mal com o mal. Além destes está o nível cristão, onde devolvemos o mal com o bem e ódio com o amor. Qual destes níveis é o de poder? Tenho certeza que os dois primeiros são de fraqueza, mas o nível mais alto é cristão. Em que nível você está?

Pr. Carlos Norberto da Silva

 

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam