O NOME MAIOR – Mt. 12:1-42

O NOME MAIOR

(Mt 12:1-42)

 

INTRODUÇÃO: Falar sobre o maior e o melhor nos reporta a pensarmos em fatos cotidianos para exemplificarmos quem de fato é Jesus na perspectiva histórica referencial. Uma empresa séria ao contratar seus funcionários recorrerá a critérios minuciosos de ordem curricular para escolher sempre os melhores e maiores numa dinâmica acadêmica e experimental profissional. Na lista do “top 10”, na esfera esportiva são apresentados os maiores e melhores de um contexto com base em pesquisas de resultados e de opinião pública, tendo assim um consenso de unanimidade. No tempo de Jesus na terra, também havia a lista dos grandes nomes no meio do seu povo. Esta discussão parece se destacar no capítulo 12 de Mateus e Jesus deu respostas questionadoras que mexeram com os conceitos de grandeza do judaísmo. Se a preocupação do povo era seguir o ensino de alguém grande, então estavam diante daquele que era o  maior personagem que a história já conheceu, por isso o texto em foco nos leva a afirmar que:

 

JESUS É MUITO MAIOR DO QUE TUDO E TODOS

 

DECLARAÇÕES QUE COMPROVAM QUE JESUS É MAIOR QUE TUDO E TODOS

 

 

I – JESUS É MAIOR QUE A RELIGIÃO – V 6

- O templo era na verdade uma referência significativa para os religiosos judeus (Mt 26:61)

- Suas mentes estavam presas ao passado, discordavam daquilo que era risco ás suas tradições (Jo 4:12)

- Nenhuma expressão religiosa é capaz de conter a grandeza de Cristo em si mesma (Cl 2:8-10)

- Jesus é maior do que qualquer expressão da religião seja ela qual for!

 

II – JESUS É MAIOR QUE O TEMPO – V 8

- O cumprimento da lei ao guardar o sábado era uma questão absoluta para os fariseus ( Mt 12:1-2)

- Jesus questionou este posicionamento absurdo e legalista farisaico dizendo que Ele era maior (Mc 2:28)

- A lei Mosaica para os judeus era irrevogável, porém Jesus é maior do que ela e o sábado (Lc 11:31-32)

- Jesus é o Rei dos Reis e salvador, portanto infinitamente maior que o tempo!

 

III – JESUS É MAIOR QUE OS DEMÔNIOS – V 28

- O poder do mal incomodava e era algo considerado grande pelos Judeus (Mt 9:34)

- Eles se sentiam ameaçados e acuados pela ação de Belzebu uma expressão de confusão de Baal – (Mc 5:4)

- Jesus libertou muitos endemoniados, eles se submetiam a Ele que o haviam vencido no deserto (I Jo 3:8)

- Jesus é o Senhor e incomparavelmente maior do que qualquer demônio!

 

IV – JESUS É MAIOR QUE OS PROFETAS – V 41

- Os Judeus tinham uma relevância de grandeza altíssima pelos profetas (Ef 2:19-20)

- Quando Jesus cita Jonas apesar de sua fuga, incita o orgulho judeu que se sentiam superiores (Mt 16:4)

- Jesus era maior do que João o último dos profetas, Ele era a razão da profecia dos profetas (Jo 3:30)

- Jesus é a revelação máxima de Deus e maior do que todos os profetas! (Hb 1:1-3)

 

V – JESUS É MAIOR QUE OS REIS – V 42

- A Dinastia era um ponto de referencial de grandeza para os Judeus (Mc 11:9-10)

- A glória de Jesus é muito superior a qualquer reino deste mundo (Hb 1:8)

- Jesus nos ensina a orar : Venha o teu reino, poder e glória para sempre (I Tm 1:17, Rm 11:36)

- Jesus é gloriosamente muito maior do que qualquer Rei ou autoridade!

 

 

CONCLUSÃO: Jesus é maior do que tudo! É maior do que estas cinco coisas apresentadas pelos judeus (Jo. 10:29). Sua superioridade apresentada sobre a religião simbolizada pelo templo, sobre a lei memorizada pelo sábado, sobre o mal personificado nos demônios, sobre os profetas representados por Jonas e sobre os reinos do mundo idealizado por Salomão, mostram que não há limites para a grande infinitude de Jesus. Precisamos assim seguir o seu exemplo confiados em suas promessas, porém sabendo que seremos perseguidos por isso. Você não precisa ser maior que ninguém, apenas engrandeça a Jesus que só se colocou acima das pessoas quando estava dependurado na cruz, Quando surgir algo grande não se esqueça que Jesus ainda é maior.

Pr. Carlos Norberto da Silva

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam