RESSURREIÇÃO: A ESSÊNCIA DA SALVAÇÃO – I Co. 15:1-11

 RESSURREIÇÃO: A ESSÊNCIA DA SALVAÇÃO

(I Co. 15:1-11)

 

INTRODUÇÃO: Ao estudar com nosso grupo de discípulos nos encontros do m d a  lemos um artigo de Tony Campolo que estava citando uma mensagem dramatizada acerca da ressurreição pregada pelo seu pastor, nela o pregador conseguiu empolgar tremendamente a congregação com estas duas frases: “É sexta-feira. O domingo está chegando!”

Ele começou a falar lentamente e foi aumentando o tom de voz – É sexta-feira. Jesus está na cruz Ele está morto. Morto. Não existe mais. Mas é sexta-feira. O domingo está chegando. – De repente começou a diminuir o tom de voz. – É sexta-feira. Maria está chorando copiosamente. Os discípulos estão correndo em todas as direções. Não há esperança no mundo. É sexta-feira. O domingo está chegando!

– Continue – alguém disse.

-É sexta-feira. Pilatos está lavando as mãos. Os fariseus estão assumindo a posição de controle. Os soldados romanos estão andando de cabeça erguida. Mas é sexta-feira. O domingo está chegando!

- Prossiga irmão! – É sexta-feira. Satanás está saltitante. Ele pensa que governa o mundo. As instituições estão agindo conforme seu comando, os governos fazem tudo o que ele diz e os homens de negócios fazem seu trabalho. Mas tudo isso porque é sexta-feira. O domingo está chegando!

Ele terminou gritando a plenos pulmões: -Sexta-feira! – E todas as 1.500 pessoas gritaram a uma só voz: – O domingo está chegando!

Tenha ânimo o domingo chegou!

A ressurreição é uma das principais doutrinas que embasam a fé cristã em sua realidade consistencial, e se não fosse assim a afirmação Paulina teria sentido; “e, se Cristo não ressuscitou é inútil a nossa pregação, como igualmente é improdutiva a vossa fé” (I Co. 15:14). A ressurreição é um fato consumado quer os críticos queira ou não, ela aconteceu e é por esta razão que a fé cristã é coerente e consistente. Gostaria de pensar na ressurreição hoje como sendo ela o cerne da fé cristã, aquilo que dá vida e sentido ao cristianismo e que sustenta toda a estrutura da ideologia cristã no decorrer da história da fé em Cristo. Ao pensar na ressurreição como o elemento divisor da trajetória bíblica e olhando para esta narrativa de Paulo, observamos sua postura apologética em descrever o valor fenomenal da ressurreição e por isto gostaria de resumir este texto com a seguinte frase que é a nossa proposição de hoje:

A RESSURREIÇÃO DE CRISTO É A ESSÊNCIA DA SALVAÇÃO

 

RAZÕES PORQUE A RESSURREIÇÃO É A ESSÊNCIA DA SALVAÇÃO

 

I-                   SUA FIRMEZA EM PRODUZIR UM NOVO HOMEM (V 1-2)

  • Embasado na realidade e verdade do evangelho como meio transformador (Rm. 1:16)
  • Resultando na salvação que tem como prerrogativa exigencial a convicção na palavra (I Ts. 1:5)
  • A ressurreição é a essência da salvação porque é através dela que podemos ser transformados em um novo homem

 

II-                SEU VALOR DOCUMENTÁRIO COMPARTILHADO (V 3-4)

  • O valor imensurável do evangelho só se torna efetivo quando compartilhado (Mt. 28:18-20)
  • O testemunho documental do evangelho aponta para a expiação e redenção como meios de provisão para o pecador (Tg. 1:21-22)
  • A ressurreição é a essência da salvação porque tem valor documentado e deve ser compartilhado

III-             SEU TESTEMUNHO SEGURO E ABRANGENTE  (V 5-8)

  • As aparições do Senhor a centenas de pessoas produzem segurança em relação ao testemunho de sua ressurreição (At. 10:39-43)
  • Mesmo depois de sua ressurreição o Senhor se revela aparecendo a outros discípulos (Ap. 1:9-13)
  • A ressurreição é a essência da salvação porque seu testemunho é seguro e abrangente

 

IV-             SUA TRANSMISSÃO DE GRAÇA AO PECADOR (V 9-11)

  • Mesmo que este tenha um histórico nada agradável e compartilhada (Tt. 2:11)
  • Graça esta que precisa ser valorizada pelo seu público alvo (II Co. 6:1)
  • A ressurreição é a essência da salvação porque transmite graça ao pecador

 

CONCLUSÃO: O domingo chegou, e junto com ele chegou a maior das maiores fatos que a humanidade precisava compartilhar, não como um simplismo conceitual mas como a verdade que dá nosso sentido a trajetória humana, gerando assim a possibilidade de também, assim como Ele ressuscitou nós também virmos a experimentar nova vida e ressurreição para a eternidade, isto porque a ressurreição é firme em produzir um novo homem, tendo um valor documentário compartilhado, além de ter testemunhas seguras e transmitir graça ao pecador, por isso a ressurreição de Cristo é a essência da salvação.

Pr. Carlos Norberto da Silva

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam