SIMPLESMENTE COMO JESUS – Fp. 2:5-11

SIMPLESMENTE COMO JESUS

(Fp. 2:5-11)

 

INTRODUÇÃO: Ser como Jesus talvez seja para muitos uma missão impossível que consequentemente os levem a estarem sempre desestimulados a buscarem este ideal do viver cristão. O Senhor Jesus nos convida para sermos seus imitadores e, portanto não devemos deixar que nossas vidas sejam dirigidas por uma motivação totalmente contrária a esta. A busca por um ideal de vida que se pareça com a vida de Jesus deve ser a nossa suprema obsessão e não uma atividade meramente contemplativa e descartável na nossa trajetória existencial. Ser como Jesus o nosso objetivo prioritário, sendo que nada deve ter maior apelo e maior apego na nossa caminhada de vida do que esta dinâmica maior. O texto que está diante de nós aponta para algumas atividades que precisam nortear a vida daqueles que desejam serem como Jesus, marcas existentes na vida do salvador e que necessitam ser produzidas no viver do discípulo nesta perspectiva de imitação, e por isso gostaria de destacar como principal lição extraída deste texto que:

 

O DISCÍPULADO CRISTÃO SÓ É POSSÍVEL PARA AQUELES QUE REPRODUZEM AS MARCAS DO SALVADOR

 

TRÊS MARCAS DO SALVADOR REPRODUZIDAS NO DISCIPULADO CRISTÃO

 

I-                   MARCA DO VIVER HUMILDE (V 5-8)

V  Com expressão de submissão com a humanidade (v 5)

V  Como disposição de abrir mão de uma real condição (v 6)

V  Como reafirmação de humilhação diante do ser criado (v 7 a; 8 a)

V  Jesus o exemplo de humildade que transforma (Jo. 13:8)

V  É preciso que entendamos que o discipulado cristão exercite humildade como estilo de vida

 

II-                 MARCA DO MOSTRAR SERVIÇO (V 7)

V  Como condição de sujeição do seu posto maior (v 7)

V  Como demonstração de renegar a sua essência divina para ser servo (v 7 b)

V  Como expressão de um semelhante humano que se doa para servir (v 7 c)

V  Jesus o exemplo de amor servil que fascina (lava-pés – Jo. 13:12-15)

V  É necessário que compreendamos que o discipulado cristão é uma ação de serviço constante

 

III-               MARCA DO EXERCITAR OBEDIÊNCIA (V 8 b)

V  Como algo de caráter de demonstração incondicional (V 8 b)

V  Como meio que aponta para um lugar que Ele anteriormente sabia (V 8b)

V  Como foco em uma decisão de morrer sacrificialmente num lugar assustador (V 8 b)

V  Jesus o exemplo de obediência por aquilo que sofrera (Hb. 5:8-9)

V  É essencial que saibamos o discipulado cristão requer uma disposição de morrer diariamente

 

CONCLUSÃO: Que tipo de confrontação tais verdades pode produzir em nós no dia de hoje? No que ou em que área de nossa vida tem faltado exercitar a marca da humildade? Que contribuição serviçal você tem demonstrado no seu atual momento nas relações interpessoais do seu viver? Você tem sido de fato um servo? A obediência é a sua marca mais contundente como servo de Deus? Ao invés de reclamar e murmurar você tem obedecido a ordem divina? Como está a sua vida? Que Deus nos ajude a buscarmos todos os dias vivermos como Jesus!

Pr. Carlos Norberto da Silva

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam