VIVENDO A VERDADEIRA FELICIDADE Sl. 1: 1-3

VIVENDO A VERDADEIRA FELICIDADE

(Sl. 1:1-3)

 

INTRODUÇÃO: Uma das facetas da mensagem bíblica que tem influência vital no âmbito da vida cristã é aquela que nos apresenta os meios ou caminhos para vivermos vidas saudáveis e felizes, mesmo em meio às dificuldades. A bíblia é um livro completo que nos apresenta as condições necessárias para vivermos triunfantemente e com felicidade, ou seja, o segredo para ser feliz é uma condição que só pode ser encontrada em Jesus. O Salmo 1 nos mostra alguns dos meios desta operacionalização da felicidade partindo do pressuposto que ela é sustentada por um viver espiritual comprometido com os valores de Deus e que passa diretamente pela atitude de um viver em santidade. A máxima do comportamento cristão é que sem santidade ninguém verá a Deus e por isso fica claro que a busca por ela produzirá uma satisfação que é inerente àqueles que tem uma atividade de vida resolvida os quais consequentemente vivem em felicidade e por isso aprendemos com a narrativa do salmista que:

 

O EXERCÍCIO DA VERDADEIRA FELICIDADE TEM COMO BASE PRINCIPAL UMA BOA ESPIRITUALIDADE

TRÊS ESTRUTURAS QUE SUSTENTAM A VERDADEIRA FELICIDADE

 

I-                   A NOSSA CONDUTA (V 1)

Manifestada primeiramente através da não influência dos ímpios (Jo. 21:16)

Evidenciada pelo não caminhar com pessoas que tem como cultura de vida o pecado (Pv. 1:10)

Desambientada do círculo privado daqueles que são dirigidos pela carne (Gl. 3:3)

A verdadeira felicidade só pode ser expressa com uma conduta diferente

 

II-                 A NOSSA DEVOÇÃO (V 2)

Pautada pelo prazer na coisa maior que é a lei do Senhor (Sl. 19:7-10)

Exercitada constantemente pelo compromisso com o manual espiritual (Sl. 119:105, 148)

Centrada plenamente na pessoa maior de Deus que o nosso Senhor (Fp. 3:8-11)

A verdadeira felicidade só pode subsistir dentro de um ambiente de comunhão com o Senhor

 

III-              A NOSSA PRODUTIVIDADE (V 3)

Retratada como árvore viva, vistosa e frutífera (Fp. 1:9-11)

Disciplinada com o tempo certo e próprio para frutificar (Jo. 15:5)

Apresentada como corpo saudável e bem sucedido naquilo que faz (Jo. 15:16; Ne. 1:11)

A verdadeira espiritualidade só pode ser manifesta com frutos do viver com Cristo

 

CONCLUSÃO: Você de fato sabe o que é ter felicidade?

Sua conduta, devoção e produtividade têm sido marcas estruturais que tem sustentado este novo viver no Espírito?

Como está o seu testemunho público e privado em relação a estas estruturas que provam o tipo de cristão que você é?

Pr. Carlos Norberto da Silva

Leave a Reply

  

  

  

Protected by WP Anti Spam